Warning: fopen(psql.php) [function.fopen]: failed to open stream: Permission denied in /home/wapiyane/public_html/cel_client.php on line 2524

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/wapiyane/public_html/cel_client.php on line 2525

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/wapiyane/public_html/cel_client.php on line 2526

Como lidar com o medo de avio

por Ana Paula Pavanello e Mirela Tavares

Preocupado em tranquilizar o colega de trabalho apavorado durante uma viagem de avio a Vitria da Conquista, na Bahia, o coordenador regional de servios de uma multinacional farmacutica Bruno Larangeira tentava em vo conversar com ele. Rgido na poltrona por conta do estresse provocado por uma turbulncia mais forte, comum naquela regio, ele no respondia a nada. Outras pessoas at gritavam, mas ele estava completamente calado e plido, conta Larangeira, habituado a viajar de avio pelo menos uma vez por semana. Na hora em que ouviu o amigo quebrar o silncio e balbuciar lvido alguma coisa como , a coisa t feia, ele tambm passou a considerar a gravidade da situao. Voltou-se para ele novamente, e disse: Rapaz, ns vamos morrer, mas vamos manter a dignidade.

A turbulncia passou, ningum morreu e Larangeira est vivo para contar essa e outras histrias que presencia frequentemente. Em cada voo, ele diz ver sempre algum, no mnimo, tenso. A gente percebe o estresse e o sofrimento que passam essas pessoas, conta Larangeira, que se tivesse medo de viajar de avio no poderia fazer o que faz. No raro o dia em que vou num bate-volta para So Paulo, Rio de Janeiro ou alguma regio do Nordeste, diz ele, que, quando entrevista algum para contratao checa se isso ser um problema para o candidato.

Para os que pensam que exagero, a psicloga Elvira Gross, criadora do programa Medo de Voar e autora do livro Avio. Viaje sem medo, conta que atendeu um paciente que esmurrou um comissrio de bordo para tentar abrir a porta do avio em pleno voo; outro que passa mal s de ver um avio no cu; e vrios que chegam ao aeroporto e retornam sem coragem de fazer o check-in. Tudo provocado pelos mais diversos tipos de medo, afirma, acrescentando que mais de 50% das pessoas tm medo de voar. Ela explica que o desespero nem sempre provocado somente pelo medo do avio, mas tambm pela fobia de locais fechados, outros por conta do pavor de altura ou, no caso dos que tiveram sndrome do pnico, pelo medo de passar pela mesma situao dentro de um avio.

O curioso que so pessoas que j viajaram vrias vezes, mas que, por alguma circunstncia, desenvolveram a fobia, diz ela, que tem entre seus pacientes diretores de empresas, profissionais da rea mdica, advogados, entre outros. Atendi executivo que preferiu deixar de fechar um negcio de milhes por no conseguir pegar um avio para a China, conta ela, comentando que a fobia surge principalmente de um misto do que a pessoa est passando na vida e da falta de informao.

Por conta disso, a terapia desenvolvida em parceria com a companhia area GOL, que permite o uso de simuladores, explicaes tcnicas e outras aes para deixar o paciente mais tranquilo sobre as questes de segurana e de como o passo a passo de um voo. muito gratificante receber mensagens de antigos pacientes contando que esto de frias em Paris ou que conseguiram pegar um avio para conhecer o neto recm-nascido que mora em outro pas, conta Elvira, salientando que o tratamento consegue resolver cerca de 96% dos casos. O tempo da terapia varia de uma imerso de um dia, um ou dois meses, com sesses uma ou duas vezes na semana respectivamente.

Quem v hoje a advogada Adriana Mello entrar e sair de um avio tranquilamente no imagina o quanto ela j sofreu por isso. S o fato de pensar em voar j transformava a viagem dela em uma tortura. Alm do desespero, das dores fsicas e do sofrimento psicolgico, Adriana chegou a ter atitudes que do a ideia do quo constrangedor a situao pode ser. De to nervosa, j pedi para um desconhecido ir conversando comigo durante todo o voo, conta a advogada, que j trocou o avio pela estrada em uma viagem de negcios, fato que no agradou a empresa por encarecer e prolongar o trajeto.

Comemorando seu comportamento tranquilo nos ltimos voos, Adriana conta que o medo e os episdios constrangedores ficaram para trs aps passar por tratamento psicolgico. Posso at ficar um pouco ansiosa, mas hoje consigo manter o controle da situao.

Fonte: www.canalrh.com.br

Link do artigo: http://www.canalrh.com.br/Mundos/saibacomo_artigo.asp?ace_news=%7bC1585091-B907-447D-8EB0-983DC30F13C6%7d&o=%7b9BF40BD6-7AB7-45FC-AE89-E9BAC4D5BD65%7d&sp=GILM4x477ICKVR:09pROV5=T0HPDOyA?CGH

Compartilhe